quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Uber amarga prejuízo bilionário e fica entre empresas mais reclamadas

Da Redação 

Notícias dão conta de que, entre janeiro e setembro de 2016, o Uber amargou um prejuízo de US$ 2,2 bilhões. Se o resultado se confirmar, a empresa ocuparia o posto de pior prejuízo da história das startups. Somado a isso, balanço recente divulgado pelo portal Reclame Aqui coloca o serviço entre os mais reclamados de 2016. No ano passado, foram mais de 30 mil queixas registradas contra o Uber. Em 2015, foram apenas 1,3 mil. 

Empresa teria tido prejuízo de US$ 2,2 bilhões | Foto: Reprodução

Para o presidente da Associação Brasileira das Associações e Cooperativas de Táxis (Abracomtaxi), Edmilson Americano, a queda da qualidade do atendimento era algo previsível. “Com pessoas sem qualificação e selecionadas sem qualquer critério e não havendo nenhuma fiscalização por parte das nossas autoridades, óbvio que a tendência seria que o serviço piorasse e que a empresa começasse a ter prejuízo”, avalia o presidente da entidade.

De acordo com ele, o desemprego no país foi um dos principais fatores para o crescimento de motoristas registrados pela empresa. “Muitos devem ter encarado a atividade como um trabalho provisório e, por isso, não se comprometeu ou ainda não se compromete como deveria. Quando a economia se recuperar e essas pessoas voltarem para suas áreas de atuação, vão abandonar o serviço, mas o estrago já estará feito”, acredita o representante dos taxistas.



Nenhum comentário:

Postar um comentário